Renting de empilhadores

mantenha o seu parque sempre atual e as máquinas em pleno funcionamento, optando por uma solução de aluguer

Faça uma simulação

Receba uma proposta em minutos. Simples.

O setor da logística tem vindo a crescer em Portugal. Este cenário coloca vários desafios e traz novas metas para ultrapassar. 

Um desses desafios diz respeito a uma eficaz gestão do parque de empilhadores, porta paletes e outras máquinas indispensáveis para o transporte e organização dos produtos em armazém. 

Uma outra questão tem a ver com o espaço físico disponível. Este deverá albergar não só os produtos, mas também as máquinas em si e nem sempre é suficientemente grande para isso. Já para não falar da necessidade de investimento à cabeça para a aquisição dos equipamentos. Conheça o renting de empilhadores e as suas vantagens.

    O que é o renting de empilhadores? 

    Quando falamos em renting de empilhadores referimo-nos à possibilidade de o cliente alugar o equipamento de elevação que precisar, sem necessidade de investimento inicial ou de comprometer a sua liquidez.

    Mediante o pagamento de um valor mensal é possível ter acesso a um empilhador, porta paletes, plataforma elevatória ou outros equipamentos semelhantes, à medida das necessidades. 

     

    Para quem está indicado o renting de empilhadores?

    O aluguer deste tipo de máquinas está disponível para todas as empresas que necessitem destes equipamentos, independentemente da sua dimensão.

    É especialmente benéfico para pequenas e médias empresas que contam com um budget mais apertado e, por isso, menor capacidade de efetuar grandes investimentos logo à cabeça.

     

    As máquinas em renting incluem apenas empilhadores?

    Não. Quando falamos de aluguer de empilhadores, falamos também das tão necessárias máquinas porta paletes ou de plataformas elevatórias, cabendo ao cliente optar por aquilo de que mais necessita. 

     

    Porquê alugar em vez de comprar?

    Podemos apontar como principal vantagem a excelente relação custo / benefício que encontra no renting. O facto de não ter de dispor de grandes somas de dinheiro no imediato é outra das vantagens. E, quando falamos de custos, todas estas questões importam. 

     

    Faça uma simulação e fique a conhecer as condições de renting de empilhadores para a sua empresa. 

     

    Peça uma simulação aqui

     

    Quais as operações básicas num armazém de logística?

    O processo de armazenagem e logística está dividido em várias atividades que começam, desde logo, na entrada dos produtos em armazém e terminam aquando da sua saída. Com a chegada de mercadoria ao armazém é necessário assegurar um conjunto de tarefas como a receção, conferência e arrumação.  

    No momento em que o cliente faz a sua encomenda seguem-se outras necessidades como o picking, preparação e expedição. O parque de máquinas disponíveis, e sempre operacionais, tem aqui um papel fundamental. 

     

    Em que medida a correta gestão do armazém torna a logística mais eficaz?

    Numa altura em que as margens são cada vez mais reduzidas e o mercado concorrencial mais feroz, não há espaço para ineficiências, processos burocráticos menos produtivos, procedimentos manuais erróneos ou custos excessivos. O desafio passa, claramente, por eliminar tudo o que provoca perdas de eficiência e por rentabilizar orçamentos e minimizar custos de operação, aumentando a rentabilidade.

     

    Como rentabilizar o investimento efetuado?

    Na altura de efetuar investimentos, o ROI (return on investment, na sigla em inglês) é um dos principais indicadores económicos a ter em conta. De forma a garantir o retorno, é essencial que a solução escolhida responda a todas as necessidades. Só desta forma se assegura uma rentabilização do investimento efetuado e uma mais-valia para o negócio em si.

     

    Faça uma simulação e fique a conhecer as condições de renting de empilhadores para a sua empresa. Deste modo, conseguirá analisar todos os cenários antes de tomar uma decisão. 

     

    Peça uma simulação aqui

     

    Alguns dos equipamentos disponíveis em renting

     

    O que é um empilhador ou Stacker?

    Trata-se de uma máquina automóvel com a qual se empilham e arrumam as mercadorias em armazéns, depósitos ferroviários, portos ou arrecadações. Um empilhador convencional poderá movimentar cargas entre duas e 10 toneladas.

     

    Que tipo de empilhadores existem?

    Os empilhadores podem ser:

     

    Elétricos 

    São equipamentos versáteis em função do seu desenho e das suas características operacionais, mais indicados para operar em lugares fechados. São geralmente compactos, para que possam realizar tarefas em corredores estreitos e, normalmente, possuem uma torre de elevação com grande altura, aumentando consideravelmente a capacidade de armazenamento em prateleiras. São movidos a eletricidade, sendo a sua principal fonte de energia baterias tracionárias de 48 volts.

     

    Manuais

    Os empilhadores manuais contam com uma grande variedade disponível no mercado, para satisfazer as diferentes necessidades dos seus utilizadores. A grande diferença deste equipamento diz respeito à possibilidade de o operador o poder manusear em pé sobre o equipamento ou enquanto anda.

     

    O que é uma porta paletes? 

    Trata-se de um equipamento utilizado para a movimentação de paletes. Normalmente, as porta paletes possuem três rodas: uma roda no meio, logo abaixo da alavanca principal e outras duas situadas nas extremidades do garfo (ou forquilha), que ajudam a dar sustentação. Essa alavanca principal serve tanto para puxar como para empurrar a máquina, quanto para elevar o garfo. Trata-se de uma máquina manobrada por apenas uma pessoa. 

     

    O que é uma plataforma elevatória?

    Trata-se de uma importante ferramenta utilizada para trabalhos em altura de forma segura e confortável para o trabalhador. São uma opção altamente segura e versátil, proporcionando ainda uma elevada mobilidade e agilidade.

     

    Entre as diferentes plataformas elevatórias existentes, contam-se:

    • Articuladas: podem alcançar alturas de até 43 metros e asseguram um espaço de deslocamento sobre a plataforma maior do que o trabalhador teria em outros equipamentos.
    • Articuladas Elétricas: podem ser utilizadas em ambientes internos e externos e o piso para a sua locomoção deverá ser regular. A plataforma elétrica conta com baterias e carregadores que podem ser carregados em tomadas convencionais.
    • Articuladas a diesel: são plataformas que funcionam bem em pisos irregulares e em locais abertos. 
    • Plataformas Tesoura: o nome deriva do mecanismo responsável por levantar a base de trabalho, que se move como se fosse uma tesoura. Atinge uma altura máxima de 12 metros e são mais indicadas para instalações estruturais como serviços de rede e telefone, ar condicionado, linhas de manutenção e logística na gestão de stocks em armazém. Podem suportar até 150 quilos com folga. 

     

    Peça uma simulação aqui

     

    O que devemos ter em conta antes de avançar para o renting de empilhadores?

     

    São várias as questões a ter em consideração:

    • Em primeiro lugar deve analisar o orçamento disponível na sua empresa e a melhor forma de o aplicar. Contar com uma renda mensal no final do mês, em vez de investir tudo logo no imediato, pode ser uma grande mais-valia ao nível da tesouraria. 
    • Por outro lado, importa ainda fazer uma avaliação das necessidades de gestão logística e perceber que tipo de equipamentos necessita e em que quantidade. 
    • Lembre-se que o renting permite-lhe ir crescendo à medida que o seu negócio cresce também. 

     

    Ao optar pelo renting destes equipamentos, estou a eliminar riscos?

    Sem dúvida que sim. As soluções de renting foram pensadas para ir ao encontro das necessidades operacionais e financeiras, mas eliminando a parte dos riscos com a aquisição das máquinas. 

     

    A quem cabe a manutenção do bem?

    Todas as questões relacionadas com a manutenção do bem serão responsabilidade do cliente e do fornecedor, não estando esse valor incluído na renda do renting.

     

    Sou responsável pelo seguro das máquinas?

    Nos contratos de renting de empilhadores da Liqui.do o seguro é obrigatório, por uma questão de salvaguarda do bem. Este serviço poderá ser prestado pela Liqui.do ou o bem poderá ser incluído numa apólice de seguro que a empresa cliente já tenha subscrita.

     

    Existem períodos pré-definidos para o renting de empilhadores?

    Os períodos são definidos, logo à partida, com a locadora e têm em conta a vida útil de cada máquina. Mas poderá optar por outros períodos de renting a um ano, 3 ou 5 anos, por exemplo. Tudo depende das necessidades da sua empresa.

     

    No final do contrato, de quem é o bem?

    As máquinas em causa não foram adquiridas, pelo que nenhuma delas será sua no final do contrato. No entanto, caso assim o deseje, o cliente tem a possibilidade de adquirir o bem, mediante o pagamento do seu valor justo de mercado. Se não for essa a opção, a posse fica sempre do lado da locadora.

     

    É possível fazer novo renting, no final de cada contrato?

    Sim, é possível fazer os contratos de renting que necessitar. À medida que o contrato termina, poderá optar por devolver as máquinas que tem no seu armazém e avançar com novo contrato, recebendo também novas máquinas e estabelecendo novas condições.

     

    Peça uma simulação aqui

     

    Que boas práticas devo seguir na escolha da locadora e fornecedor do equipamento?

     

    Experiência. Experiência. Experiência. 

    Na verdade, esta é a palavra de ordem mais importante na hora de escolher uma locadora. Por outro lado, quanto maior for a sua rede de atuação no mercado, melhor. 

    Na escolha do fornecedor deve ter em consideração o tipo de equipamento comercializado e o conhecimento sobre o mercado, já que estará a contar com uma entidade que lhe vai disponibilizar um serviço completo de aconselhamento sobre os equipamentos mais adequados ao seu caso específico. 

     

    Preciso de ajuda com o planeamento. Quem me poderá ajudar?

    O planeamento deverá começar a ser feito dentro de portas, mas o fornecedor do equipamento está sempre disponível para ajudar na definição das máquinas necessárias, no período indicado para o aluguer ou para responder a outras questões que possam surgir ao longo de todo o processo. Até porque ele é um bom conhecedor do mercado em si. 

     

    Que tipo de custos estão associados ao renting de empilhadores e a este tipo de equipamentos?

    Neste caso, o tipo de custos associados ao renting não variam substancialmente quer se trate de empilhadores ou material de escritório. A diferença está, naturalmente, no valor que é pago mensalmente pelo aluguer já que estas máquinas apresentam um preço base mais elevado.  

     

    Faça a sua simulação e fique a conhecer as condições de renting de empilhadores para a sua empresa.

     

    Peça uma simulação aqui

     

    Que vantagens fiscais advêm do renting?

    Atualmente, os contratos de renting são 100% dedutíveis ao nível do IRC pelo que todas as mensalidades pagas podem vir a ser deduzidas no âmbito de despesas operacionais, sendo que não se encontram sujeitas ao imposto de selo. O IVA nem sempre é dedutível, mas o seu impacto na tesouraria da organização acaba por ser menor já que o pagamento é repartido pela duração do contrato.

     

    Como começar?

    Deverá clicar no botão abaixo e preencher o formulário com os dados da sua empresa. Em pouco tempo, receberá um e-mail com uma simulação relativa às máquinas que procura alugar. Basta depois escolher o fornecedor e, em pouco tempo, está a receber os equipamentos na sua morada. 

     

    Peça uma simulação aqui

     

    precisa de mais liquidez?
    conheça a nossa proposta de renting

    faça uma simulação