Renting de equipamento agrícola

tudo o que precisa saber antes de alugar equipamento para a sua exploração agrícola

Faça uma simulação

Receba uma proposta em minutos. Simples.

Se faz do trabalho agrícola a sua principal fonte de rendimentos, saberá certamente que o investimento em material e a própria gestão do parque de máquinas são duas das maiores preocupações que se colocam.

A verdade é que este tipo de investimento tem sido, desde sempre, fator essencial de sucesso para o correto e eficaz desenvolvimento de uma exploração agrícola. Mas assegurar que se conta com o equipamento necessário para o desenvolvimento da atividade nem sempre é fácil e poderá tornar-se até bastante oneroso.

É neste momento que muitos agricultores colocam a questão: comprar ou alugar equipamento agrícola? O que devo fazer?

Procurar saber quais as vantagens que se pode ter com o renting de equipamentos agrícolas é condição obrigatória para todo o agricultor. Com este guia, queremos ajudá-lo a perceber os prós e contras das duas opções e sublinhar as características chave do aluguer versus a compra.

    O que é o renting de equipamento agrícola?

    Trata-se de uma atividade que compreende o aluguer de máquinas e equipamentos agrícolas – tais como debulhadoras, semeadores, motocultivadores, entre outras – e silvícolas, sem operador, a exercer por tempo indeterminado através de uma empresa estabelecida em território nacional.

     

    A quem se destina?

    A todos os agricultores que pretendem desenvolver o seu negócio, fomentar os lucros e aumentar a liquidez da empresa, tirando um maior partido das épocas de cultivo e colheita.

     

    Devo aderir apenas se tiver crédito dificultado?

    Não é condição essencial. Naturalmente que os agricultores que têm dificuldade de acesso ao crédito estarão entre os mais beneficiados, mas todos podem e devem aderir, passando a contar com máquinas e material agrícola sempre que necessitam e sem precisar de se endividar.

     

    Quer descobrir se o renting é a opção indicada para o seu negócio? Indique os dados da sua empresa e receba no seu email a indicação do montante financiado pela Liqui.do e o prazo máximo para o aluguer do equipamento. Não podia ser mais fácil!

     

    Faça a sua simulação 

     

    Quais as vantagens que tenho pelo acesso ao renting de equipamento agrícola?

    O renting de equipamentos e material agrícola é algo ainda desconhecido no mercado português. Não existe nenhuma empresa a assegurar esta oferta de forma consistente para o setor agrícola. Mas, na verdade, o renting de equipamento no setor agrícola traduz-se em vantagens competitivas.

     

    Menor desgaste

    Evita-se um desgaste efetivo e muito superior no parque de máquinas agrícolas ao mesmo tempo que deixa de existir a preocupação de que uma dada máquina, com utilização limitada a determinas épocas de produção, fique inativa por largos períodos de tempo e torne o investimento obsoleto.

     

    Melhor tecnologia

    A facilidade de acesso a tecnologias de última geração por parte dos agricultores é também uma enorme vantagem para quem opta pelo renting de equipamentos agrícolas.

     

    Maior precisão

    Possibilidade que os agricultores tenham maior acesso a ferramentas de agricultura de precisão, como o recurso a mapas de produtividade e tecnologia GPS que ajudam a avaliar o solo e as suas condições de forma precisa e a obter diagnósticos corretos que resultam em jornadas cada vez mais produtivas.

     

    Melhores explicações

    No pacote da renting dos equipamentos devem estar incluídas todas as orientações técnicas para assegurar uma correta e eficaz operação das máquinas e materiais agrícolas em questão, motivo pelo qual esta é uma enorme mais-valia numa altura em que a falta de mão de obra qualificada para operar os equipamentos é uma realidade.

     

    Mais liquidez para o negócio

    Em Portugal, e apesar de a crise ter provocado aqui pequenas alterações, a verdade é que o setor agrícola tem, por tradição, o hábito de comprar e pagar tudo a pronto. Esta opção pode ser vista como uma mais-valia – não há dores de cabeça com dívidas ou juros – mas poderá também acabar por ter consequências mais negativas ao nível do orçamento mensal do negócio, diminuindo o cashflow.

     

    O que considerar antes de fazer o renting de equipamento agrícola?

    Orçamento

    Percebemos que o dinheiro disponível ao final do mês não estica e é sempre preciso fazer contas para chegar a todos os lados. Definir um orçamento e cumpri-lo rigorosamente – sem imprevistos de qualquer ordem – é meio caminho andado para o sucesso das explorações agrícolas. No caso do renting, o agricultor sabe sempre com o que conta e quais os valores que vai despender já que as rendas mensais são fixas e, por isso, totalmente previsíveis.

     

    Taxa de eficiência

    A eficiência aumenta a todos os níveis; não falamos apenas aqui da vertente financeira – que se torna mais fácil prever – mas também de tudo o que tem a ver com a própria exploração agrícola, parque de máquinas e o trabalho na lavoura.

     

    Segurança das máquinas e equipamentos

    Alfaias agrícolas obsoletas podem colocar em causa a segurança de quem opera estas máquinas, com consequências graves. O renting permite aos agricultores acederem mais facilmente aos últimos desenvolvimentos tecnológicos, garantindo que as máquinas funcionam corretamente e cumprem todos os requisitos de segurança.

     

    Dimensionamento mais eficaz do parque de máquinas

    O dimensionamento do parque de máquinas de uma exploração agrícola depende de uma estratégia bem definida e de perceber quais as operações que podem, ou não, ser adiadas tendo em conta o número de dias disponíveis para a sua realização.

     

    Dias disponíveis

    Os dias para os quais é possível prever com elevada probabilidade a realização de uma operação em condições técnicas satisfatórias; neste caso devem ser tidos em conta variáveis como a precipitação diária e as horas de sol, que limitam a realização de algum tipo de operações.

     

    Operações a ter em conta

    Numa exploração agrícola, o trabalho é muito e tem timings apertados: lavoura, sementeira, colheita de cereais, colheita de forragem, tudo deve ser feito de acordo com as datas previstas pelo que importa ter as máquinas disponíveis quando estas são, efetivamente, necessárias. O renting de equipamentos agrícolas dá-lhe essa facilidade sem ter de investir na aquisição definitiva.

     

    Quais os custos associados ao renting?

    Os custos do renting de equipamento agrícola ficam dependentes do tempo de utilização do equipamento, sendo no início do contrato definida uma utilização de 12 a 72 meses, com rendas mensais fixas associadas. Faça a sua simulação e fique a conhecer o montante máximo aprovado para a sua exploração agrícola. Depois de receber esta informação por email poderá continuar a simulação e calcular as rendas disponíveis.

     

    Começar simulação

    Antes de optar pelo renting

    Que boas práticas seguir na escolha da locadora?

    Avalie bem as suas necessidades versus a duração do contrato. Importa ainda planear antecipadamente o número de equipamentos e o tipo de material agrícola de que se necessita e por quanto tempo. As empresas de renting colocam hoje à disposição dos seus clientes uma grande diversidade de modalidades. Antes de optar deve conhecer os diversos produtos, estudar de que forma se adequam às necessidades e evitar sempre o desperdício.

     

    Devo experimentar antes de comprar?

    Ao ter de decidir entre mais do que um modelo de trator, debulhadora ou qualquer outro tipo de equipamento agrícola, peça para fazer uma espécie de test-drive. Experimente as opções que tem à sua disposição, veja a que melhor responde às suas necessidades no campo e complementa os outros materiais, aquela que mais lhe agrada em termos de manejo e também a que é mais compatível com o seu orçamento.

     

    Porquê optar pelo renting em vez de comprar?

    O renting de equipamento agrícola é sinónimo de mensalidades fixas, sem investimento inicial, benefícios fiscais, sem endividamento e maior facilidade em acompanhar a concorrência, entre outras vantagens.

     

    E o renting não poderá vir a substituir totalmente as intenções de compra?

    Essa é uma questão que não se coloca porque o renting se assume como complementar à compra. Na verdade, a larga maioria dos agricultores que optou pelo renting de máquinas para colheita, equipamentos para sementeira e outros produtos, utilizou-os como complemento aos que já existiam nas respetivas plantações.

     

    Quais são os benefícios fiscais associados ao renting?

    A nível fiscal o renting é considerado um custo de atividade do negócio agrícola. Desta forma, permite deduzir as prestações, que passam a ser consideradas despesas operacionais e não estão, por isso, sujeitas ao imposto de selo. O IVA é normalmente dedutível ou tem um menor impacto na tesouraria. Além disso, o pagamento é distribuído pela duração do contrato, incluído em cada uma das prestações mensais.

    Para saber se o renting é a opção indicada para o seu negócio faça uma simulação. Clique no botão abaixo, preencha o formulário e receba no seu email a indicação do valor disponível para a sua PME e o prazo máximo para o contrato de renting.

    Começar simulação

    não comprometa as suas colheitas:
    com o renting alugue o equipamento certo para a sua exploração

    Simular