Renting de equipamento dentário

equipe a sua clínica com equipamentos dentários de qualidade, para cuidados de saúde superiores

Faça uma simulação

Receba uma proposta em minutos. Simples.

Dê à sua clínica dentária uma vantagem operacional e financeira com o renting de equipamento dentário. Trabalhe com a mais recente tecnologia, minimize os custos de exploração e liberte-se das preocupações logísticas e de gestão dos equipamentos.

Os portugueses preocupam-se cada vez mais com o seu bem-estar em geral, e a saúde oral não é exceção. Para isso contribui não só a auto consciência e vontade das pessoas, mas também iniciativas que nos pretendem alertar a todos para a necessidade de uma correta disciplina de acompanhamento dentário. É disso exemplo o Programa Nacional de Saúde Oral, que fez com que o cheque-dentista tenha chegado a 3,3 milhões de portugueses desde que foi lançado em 2008. A maior oferta de seguros de saúde que cobre a área da estomatologia também ajudará a explicar esta realidade, facilitando o acesso à saúde oral em geral.

A aposta dos privados na medicina dentária tem por isso vindo a crescer, acompanhando a necessidade de dar resposta a uma população cada vez mais atenta e preocupada. E embora o principal motivo da procura de um médico dentista esteja associado a uma questão de real necessidade, como é por exemplo o caso da correção de alterações congénitas ou adquiridas, há também quem o faça por preocupação estética, nomeadamente para aplicar um branqueamento dentário capaz de transformar por completo um simples sorriso.

    O que é o renting de equipamento dentário?

    O renting de equipamento dentário permite o acesso a equipamento novo através do aluguer de longa duração, sem saída de capital logo à cabeça, uma vez que não requer qualquer tipo de entrada inicial. Paga-se uma renda pelo respetivo aluguer e usufruto, o que traz inegáveis vantagens a nível operacional, financeiro e logístico. O equipamento está sempre atualizado. Assim, o seu custo de exploração torna-se mais leve e pode ser rentabilizado na fiscalidade da empresa, sem qualquer preocupação de onde o guardar quando o aluguer terminar.

     

    Quais as principais vantagens?

    Com o renting de equipamento dentário passa a ter acesso à mais moderna tecnologia. Conseguirá, por isso, dar uma resposta mais rápida e com melhor qualidade a intervenções que antes demoravam mais tempo. Deste modo pode servir mais pacientes no mesmo espaço de tempo ou, porque também merece o seu descanso, recarregar as suas baterias tirando mais tempo de qualidade para si. Somando a tudo isto a dedução das mensalidades na fiscalidade da empresa, estará a contribuir para uma melhor saúde financeira da sua empresa e do seu negócio, sem saídas rápidas de capital nem endividamentos bancários desnecessários.

    Em Portugal existe uma cultura de posse. A compra de casa própria com recurso a crédito bancário o exemplo perfeito. Na medicina dentária também se aplica de certa forma essa tradição. Esta prática é ainda mais comum nos consultórios que vão passado de geração em geração. Isso poderá ajudar a explicar também esta necessidade de se ter o equipamento como “nosso”.

    Mas os tempos mudaram, e mais do que pensar em ter tudo “seu”, concentre as suas atenções na redução de desperdícios. Ao eliminá-los, rapidamente verá diversos impactos positivos. Melhoria da qualidade do serviço prestado, redução do tempo de execução de algumas intervenções e diminuição do custo de produção são alguns dos principais argumentos.

     

    Porquê o renting de equipamento dentário?

    A indústria da medicina dentária depende em grande parte da tecnologia habitualmente utilizada nos consultórios. Quer isto dizer que, em odontologia, deve-se ser capaz de obter todo o equipamento necessário a um preço acessível, prevendo ainda as necessárias e rápidas atualizações quando chegar a devida altura.

    Dito isto, o renting de equipamento dentário é uma alternativa financeira viável para a aquisição do equipamento. Deste modo, o renting assume-se como uma opção mais competitiva face à compra com capital próprio ou com recurso a crédito bancário ou até ao leasing.

    O princípio é simples: em vez de pagar logo um valor considerável pela máquina de raio-X, poderá obtê-la – inclusive num modelo mais avançado – em troca de uma mensalidade fixa acordada logo no início do contrato. Independentemente do custo, do tipo ou até da dimensão dos equipamentos pretendidos, praticamente tudo o que é necessário ao funcionamento de uma clínica pode ser obtido em regime de renting de equipamento dentário, e tipicamente durante um período entre 12 a 72 meses.

    O renting é uma solução sensata e lógica na maioria dos casos. Contribui para que as empresas deste setor possam cortar custos e gerir o seu negócio de uma forma financeiramente mais estável e sustentável, prestando um serviço mais célere, de melhor qualidade e com maior conforto para os clientes.

    Faça a sua simulação e fique a conhecer o valor financiado para a sua clínica.

     

    Fazer simulação

     

    Renting VS compra VS leasing

    Antes de tomar uma decisão, é importante que conheça as várias modalidade e as respetivas vantagens e desvantagens.

     

    Compra

    Se houver disponibilidade de capital que viabilize esta ou aquela compra, então poderá fazer sentido avançar neste modelo de aquisição, com a consequente saída de valor no saldo corrente e assim descapitalizando a empresa. Poderá dizer que o equipamento é seu, com todas as vantagens associadas – mas também as desvantagens. Por exemplo, a área da medicina dentária é conhecida por ser alvo de uma evolução tecnológica regular. Embora isso não leve a que um equipamento fique obsoleto apenas em alguns anos, poderá no entanto significar a perda de vantagem competitiva para outras clínicas que disponham de equipamento mais moderno. Nessa altura poderá vender esse ativo, mas não espere que o valor obtido dê para ir buscar outro equipamento novo de calibre semelhante – nem sequer para pagar metade, muito provavelmente.

     

    Leasing

    Poderá também optar por obter o equipamento em modo de leasing. Neste modelo fica estabelecida desde logo a opção de compra mediante um valor residual a pagar no final do contrato. No entanto, ao manifestar esta vontade só conseguirá obter uma de duas possibilidades: uma mensalidade alta e um valor residual baixo ou vice-versa. Passados alguns anos, no final do contrato arrisca-se a perceber que esteve a pagar mais do que devia e afinal não tem interesse em ficar com o equipamento.

     

    Renting

    Com o renting de equipamento dentário poderá negociar uma mensalidade à sua medida sem ter de se preocupar se vai ficar ou não com o equipamento. O princípio do renting está muito bem definido: uma vez que não compra os equipamentos, eles não são seus. Todavia, no final do contrato poderá comprá-los pelo valor justo de mercado ou pode fazer um novo contrato com equipamento mais recente. Em matéria de estabilidade financeira, o renting não pesa no capital da sua empresa da mesma forma que a compra de um equipamento.

    Desta forma, e em vez de fazer grandes investimentos com intervalos de apenas alguns anos, poderá com o renting fazer a atualização dos seus equipamentos obsoletos mantendo simplesmente um pagamento mensal relativo a um novo contrato para o equipamento entretanto atualizado.

    Quer conhecer a melhor opção para a sua clínica? Faça uma simulação. Para isso basta clicar no botão e preencher o formulário com os dados da sua clínica. Receberá um email com indicação do valor máximo financiado em renting e o prazo disponível para o contrato. Depois disso poderá calcular as rendas mensais e comparar com as outras opções.

     

    Começar simulação

     

    Renting de equipamento dentário: uma opção realista e à prova de risco

    Como já sublinhámos, a inovação no equipamento médico dentário não pára. As novas tecnologias melhoram a qualidade de vida dos seus pacientes e permitem-lhe trabalhar de uma forma mais eficiente. Estes desenvolvimentos rápidos são sempre bem-vindos, mas obviamente levantam um problema: o custo que seria ter de comprar algo que está sempre a renovar-se. Com o renting, consegue acompanhar a inovação dos equipamentos mas também aplicar o melhor serviço aos seus clientes.

    De facto, o renting alavanca o seu poder de compra, algo que a compra tradicional com o custo total a suportar logo à cabeça não permite fazer. Inclusive, por vezes uma intervenção ou cirurgia pode cobrir facilmente num dia uma mensalidade na íntegra. Aliás, é assim que deve olhar para esta modalidade. No renting, os seus pagamentos mensais custam apenas uma fração do custo total do seu equipamento. E como o seu equipamento irá aumentar a eficiência ao longo da sua utilização, irá por conseguinte produzir receita compensando o custo mensal e aumentando o seu lucro. Se optar por comprar, fará um investimento inicial significativo e depois irá tentará recuperar esse custo a longo prazo, ao longo da vida útil do seu equipamento.

    Por outro lado, todos sabemos que os azares acontecem. Qualquer dentista ou profissional de saúde com experiência terá certamente a sua quota de histórias com clientes ou companhias de seguros que simplesmente não cumprem os pagamentos em tempo útil. Também aqui o renting de equipamento dentário traz benefícios. Ao obter o equipamento desta forma, conseguirá manter em caixa reservas financeiras em caso de falhas nos pagamentos, servindo-lhe como uma almofada financeira nos piores cenários.

     

    Vantagens fiscais

    Nunca é demais relembrar que o renting oferece os benefícios também sob o ponto de vista da legislação aplicável. O pagamento das rendas é considerado uma despesa no saldo da uma empresa. Isso significa, essencialmente, que o equipamento não se irá depreciar ao longo dos próximos anos. Já pensou nos benefícios fiscais e nos milhares de euros poupados que isto representa para a sua atividade?

    O renting de equipamento dentário é também sinónimo de desburocratização. A resposta é mais rápida – apenas terá de dizer o que pretende e quanto espera (ou pode) pagar. Depois disso, o seu parceiro comercial tratará de procurar as melhores condições, configurar o seu processo e faturar-lhe os pagamentos das rendas acordadas, sem que tenha de fazer mais nada.

     

    Equipar um consultório

    Independentemente de já se estar no setor há algum tempo ou de se estar agora a começar a praticar a medicina dentária, há uma questão com todas as empresas ou profissionais da área têm de lidar: o elevado custo dos equipamentos neste setor.

    Para se ter um consultório de medicina dentária a funcionar nas devidas condições há que prever a existência de variadíssimo tipo de equipamento. A lista é vasta: desde as cadeiras onde os clientes se sentam na sala de espera e as marquesas articuladas onde são tratados até aos instrumentos de radiologia e imagiologia, esterilização, aspiração e destartarização, passando pela iluminação e recolha de resíduos – entre tantas outras coisas distintas, como a informática ou a sedação. Os itens a figurar serão tantos mais quantas mais áreas forem trabalhadas na clínica: endodontia, implantologia, etc. O renting de equipamento dentário é uma forma de contornar os elevados custos dos equipamentos.

     

    Vantagem competitiva da tecnologia mais recente

    Em medicina dentária existe ainda uma outra questão: a rapidez com que a tecnologia evolui. Embora isto não faça com que um equipamento relativamente recente se torne de repente obsoleto, sem dúvida que provoca alguma perda de atualidade face a soluções novas e mais capazes, levando também a uma maior desvalorização do ativo – ao optar por se comprar no modelo tradicional, já se sabe que na hora de vender dificilmente se conseguirá recuperar uma boa parte do valor despendido.

    E já que estamos a falar em pontos de possível perda de capital, convém sublinhar também que, tal como em qualquer outra área de atividade económica, a faturação nunca tem a devida correspondência na tesouraria. Muitos clientes recorrem a seguros de saúde ou a planos de pagamento, ou seja não existe uma entrada de dinheiro tão significativa por cada consulta que é prestada. Consequentemente o dinheiro demora a entrar. Contas feitas, quem sofre é o cashflow da clínica. Todos sabemos como cada cêntimo conta para suprir os vários tipos de necessidades que todos os dias surgem, nomeadamente em material diverso e consumíveis para o dia-a-dia do consultório.

    Faça do renting de equipamento dentário um aliado para manter a liquidez do seu negócio.

     

    Começar simulação

    Como escolher o parceiro certo?

    Na hora de escolher um parceiro procure uma empresa com vasta experiência no mercado e que lhe disponibilize um serviço completo de aconselhamento sobre os equipamentos mais adequados ao seu caso específico. Assegure-se de que o serviço de renting contratado é chave na mão e apresentado numa só fatura periódica, que é de fácil gestão e que lhe garante não só o acesso ao equipamento mais adequado, como também o transporte até ao local onde precisar dele.

    Para maior tranquilidade, informe-se sobre a questão da manutenção obrigatória ou reparação por avaria ou, em caso extremo, da substituição do equipamento. São aspetos não incluídos na renda mensal e que devem por isso ser equacionados e contratados à parte.

    Antes de tomar uma decisão faça a sua simulação.

     

    Simular renting de equipamento dentário

     

    faça do renting um aliado de negócio:
    alugue equipamentos mais recentes e preste melhores cuidados de saúde

    Simular