Renting de equipamentos de eficiência energética

poupe na fatura mensal de eletricidade da sua empresa ao mesmo tempo que ajuda o planeta

Faça uma simulação

Receba uma proposta em minutos. Simples.

Se é bem verdade que a indústria consome muita energia para assegurar que os seus equipamentos funcionam 24 horas por dia, não é menos verdade que o recurso a energia fotovoltaica vai permitir uma importante poupança nos gastos com eletricidade.

E se acha que o investimento é demasiado elevado para as possibilidades financeiras da sua empresa, a resposta pode estar no renting de equipamentos de eficiência energética, como painéis solares que, em alternativa à compra, são uma excelente opção para começar a aproveitar da melhor maneira os recursos naturais que o nosso país oferece.

    O que é o renting?

    O renting baseia-se num contrato de aluguer de um dado equipamento. Ao optar pelo modelo de renting, assume-se o pagamento de uma renda pelo aluguer do bem em questão. Este valor depende de um conjunto de variáveis e é previamente acordado entre ambas as partes.

     

    E o renting de equipamentos de eficiência energética?

    Ao falarmos deste tipo de renting mais específico, referimo-nos a um vasto grupo de equipamentos destinados à poupança energética que podem ir desde painéis solares, produtos LED ou, até mesmo, baterias de condensadores que ajudam a corrigir o fator de potência elétrica.  

     

    A quem se destina esta modalidade?

    É um renting mais indicado para a indústria, pelas suas características muito próprias. Na realidade, este tipo de equipamentos são interessantes para empresas que consomem muita energia, na medida em que permitem uma poupança bastante acentuada na conta da eletricidade. Apesar de a indústria ser o cliente principal, outros negócios podem mostrar interesse nesta solução.

     

    Que tipo de equipamentos de eficiência energética posso obter em modelo renting?

    Em matéria de eficiência energética, são vários os equipamentos que podem ser colocados em modelo renting. Quer sejam mais destinados ao aproveitamento da energia solar, quer da energia eólica ou outros associados a conceitos LED ou de correção de potência, por exemplo, são vários os equipamentos que se enquadram nesta modalidade.

     

    Assim sendo, se quer poupar na sua fatura da eletricidade, faça a sua simulação e fique a conhecer o valor financiado para a sua empresa.

     

    Fazer Simulação

     

    O que é energia solar?

    A energia solar é a energia proveniente da luz e do calor do sol que é aproveitada por meio de diferentes tecnologias e para diversos fins como é o caso do aquecimento solar, energia solar fotovoltaica, energia heliotérmica e arquitetura solar. A energia solar é tida como uma fonte de energia renovável e sustentável.

     

    O que é energia solar fotovoltaica?

    A energia solar fotovoltaica é a energia obtida através da conversão direta da luz em eletricidade. A célula fotovoltaica, um dispositivo fabricado com material semicondutor, é a unidade fundamental deste processo de conversão.

     

    O que é energia eólica?

    A energia eólica diz respeito à transformação da energia do vento em energia útil. Trata-se de uma forma de obter energia de maneira renovável e limpa, uma vez que não produz poluentes. Da mesma forma, a energia eólica é uma fonte de energia que está permanentemente ao dispor do Homem.

     

    Se procura usufruir das vantagens competitivas desta modalidade faça a sua simulação. Clique no botão e preencha o formulário.

    Fazer Simulação

     

    O que considerar antes de fazer renting de equipamentos de eficiência energética?

    Em primeiro lugar, deverá ter em conta o consumo energético mensal da sua empresa. No caso da indústria, os consumos são, frequentemente, bastante elevados. Assim sendo, pesando os valores que surgem mensalmente na fatura versus a poupança mensal que acabará por conseguir ao implementar este tipo de equipamentos e até a renda associada ao renting, facilmente perceberá as vantagens desta opção.

     

    Porquê avançar para o renting de equipamentos de eficiência energética?

    • Em prol do planeta: O tempo de que dispomos para agir em prol do planeta é cada vez menor. O aquecimento global é uma realidade, resultado claro do consumo de combustíveis fósseis e outros produtos semelhantes que destroem a camada de ozono. A pensar em nós, mas, principalmente, nas próximas gerações, temos de alterar algumas das estratégias seguidas e optar pela natureza, escolhendo alternativas infinitamente melhores e, claramente, mais verdes.
    • Para responder aos seus Clientes: Não existe estratégia de marketing mais poderosa, numa época em que o ambiente ganha cada vez mais relevo, do que as empresas serem vistas como “verdes”. Por exemplo, os painéis solares fotovoltaicos, bastante visíveis, são também uma boa forma de passar essa imagem de consciência ambiental.
    • Reduzir gastos com energia: O facto de apostar em equipamentos de eficiência energética é meio caminho andado para poupar na fatura de eletricidade no final do mês. A verdade é que, por exemplo, a conversão da luz solar em energia elétrica acaba por ajudar a minimizar o consumo regular e a tornar a fatura bem menos pesada.

     

    Que tipo de equipamentos de eficiência energética existem?

    A opção no mercado é vasta, quer falemos em energia solar, energia solar fotovoltaica ou energia eólica. Podemos apontar, por exemplo, painéis solares fotovoltaicos, iluminação LED, baterias de condensadores, caldeiras de biomassa ou sistemas de geração eólica.

     

    Precisa de ajuda com o renting de equipamentos de eficiência energética? Faça uma simulação. Receberá no seu email o montante máximo financiado para a sua empresa e poderá esclarecer todas as suas dúvidas.

    Faça uma simulação

     

     

    Será que os painéis solares fotovoltaicos são a opção certa para o meu negócio?

    Para perceber se tem vantagens neste caso, deverá começar por fazer contas. O perfil de carga (consumo típico de eletricidade ao longo de um dia) e a tarifa de eletricidade são os dois principais fatores que determinarão o valor da energia solar fotovoltaica para o seu negócio.

     

    Estes equipamentos são demasiado caros para a minha empresa.

    Na sua larga maioria, estes são, efetivamente, equipamentos com um preço de mercado elevado. Ao optar pela compra efetiva e imediata, terá de ter uma boa capacidade financeira que lhe permita adiantar, de imediato, valores elevados. Pelo contrário, no caso do renting, tem apenas de pagar a renda mensal acordada inicialmente com a locadora e que acaba por ser substancialmente inferior.  

     

    O Governo tem alguma estratégia neste campo da eficiência energética?

    Sim. Foi lançada, em 2010, a Estratégia Nacional de Energia (ENE) por via da qual a dinamização do cluster das energias renováveis foi assumida pelo Governo português como um vetor estratégico nacional. Entre outras medidas, prevê-se:

    1. A redução da dependência energética do país face ao exterior para 74% e redução em 25% do saldo importador energético com a energia produzida a partir de fontes endógenas;
    2. Que 60% da eletricidade produzida e 31% do consumo de energia final tenham origem em fontes renováveis;
    3. Redução de 20% do consumo de energia final, nos termos da política Comunitária para a energia e desenvolvimento de um cluster industrial associado à promoção da eficiência energética.

    Quais os incentivos existentes?

    Na realidade, um dos grandes objetivos da ENE para 2020 é a redução de 20% do consumo. Desse modo, existem medidas fiscais específicas e ainda a promoção de projetos com vista a aumentar a eficiência energética. Os setores dos transportes, serviços e na gestão energética de edifícios são alguns dos exemplos onde serão aplicadas as medidas.

     

    Se está a ponderar o renting de equipamentos de eficiência energética, faça uma simulação. Fique a conhecer o montante máximo financiado para a sua empresa para o aluguer destes equipamentos.

    Faça uma simulação

     

    Que boas práticas devo seguir na escolha da locadora e do fornecedor do equipamento?

    Se não sabe como escolher a melhor locadora no campo das energias renováveis, ou o tipo de material que vai contratar, fique atento a um conjunto de boas práticas que pode (e deve) seguir:

    • Pesquise e avalie o histórico do fornecedor do equipamento, perceba o que ele oferece, qual o seu posicionamento no mercado, que vantagens lhe disponibiliza e que outros clientes já tem a trabalhar consigo.
    • Em seguida, perceba detalhadamente quais são as necessidades internas da sua empresa no que diz respeito a equipamentos de eficiência energética. Afinal de contas, do que está a precisar? Esta pergunta deverá ser o ponto de partida para uma opção consciente.
    • Faça contas ao seu orçamento e determine o budget que tem disponível para renting.
    • Estude com cuidado o contrato de renting que lhe é oferecido e perceba todas as suas cláusulas. É importante saber quais as responsabilidades que assume ao optar por equipamentos em modelo renting.

     

     

    Preciso de ajuda com o planeamento. Quem me poderá ajudar?

    O fornecedor de equipamentos é a pessoa mais indicada para o ajudar. Este tem capacidade de lhe apresentar um desenho técnico que leva em linha de conta todos os requisitos do projeto. Diante disso, consegue ainda ajudá-lo a definir os equipamentos necessários de acordo com as necessidades que tem.

     

    Quais os custos associados ao renting de equipamentos de eficiência energética?

    Os custos associados ao renting dizem respeito, essencialmente, à renda mensal que terá de pagar pelo aluguer dos equipamentos. Esse valor é definido tendo em conta um conjunto de variáveis como prazo de aluguer, tipo e quantidade de equipamentos. 

     

    E quais as vantagens fiscais do renting, neste caso específico?

    As vantagens do renting são semelhantes, independentemente do tipo de equipamento que alugar. O renting permite deduzir as prestações, que passam a ser consideradas despesas operacionais, e não está sujeito ao imposto de selo. O IVA é normalmente dedutível e, se assim não for, este é um imposto que passará a ter um menor impacto na tesouraria, tendo em conta que passa a ser distribuído pela duração do contrato.

    faça do renting um aliado de negócio:
    invista sem comprometer a liquidez da sua empresa

    simular