Renting de equipamentos para restauração

não limite a sua empresa por falta de equipamento de cozinha. Obtenha o congelador que precisa com o financiamento certo

Faça uma simulação

Receba uma proposta em minutos. Simples.

Quem trabalha no setor da restauração sabe a dificuldade que é garantir o serviço numa cozinha desajustada e com equipamento pouco eficiente. Com o passar do tempo as máquinas tornam-se obsoletas e podem colocar em causa o processamento e conservação dos alimentos.

Na hora de substituir o equipamento as contas são inevitáveis: será mais vantajoso comprar ou apostar no renting de equipamento?

Embora a compra possa parecer a melhor solução para a atualização do material, a verdade é que o renting de equipamentos para restauração pode ser uma alternativa mais viável para a segurança financeira de um negócio.

    O que é o renting?

    O renting é um tipo de contrato baseado no aluguer de um bem por um período pré-determinado, mediante o pagamento de uma renda fixa mensal ou trimestral. Neste contrato, a empresa que aluga o bem pode utilizá-lo sem a necessidade da transferência de propriedade do equipamento e ainda usufruir de vantagens fiscais.

     

    E o renting de equipamentos para restauração?

    O renting de equipamentos para restauração permite o aluguer do equipamento necessário ao funcionamento de uma cozinha industrial, simplificando a gestão da tesouraria através de uma renda fixa.

    Os empresários de restauração poderão pensar que os equipamentos pelos quais está a pagar não são deles, mas a questão que se impõe é: qual é o problema? É mais importante adquirir um fogão industrial ou ter um excelente fogão industrial?

    De facto, nos tempos que correm o sentimento de propriedade está a dar lugar à valorização da utilização, acessibilidade e utilidade. Na restauração o importante é a satisfação do cliente, a quem não interessa a marca do equipamento utilizado, apenas a qualidade da comida confecionada.

    No final do contrato, o gestor do restaurante pode comprar o equipamento pelo valor justo de mercado, começar um novo contrato com um modelo a estrear ou devolver o equipamento.

     

    Quem pode beneficiar com esta modalidade?

    O renting de equipamentos para restauração é particularmente indicado para restaurantes, cantinas, bares e outras entidades com cozinhas industriais que:

    • querem ou precisam de reduzir custos e que desejam controlar de forma clara os custos mensais, sem surpresas.
    • não têm como assegurar um investimento ou entrada inicial para aquisição dos equipamentos necessários para renovar ou melhorar a sua cozinha.
    • necessitam de investir em simultâneo noutras áreas do negócio.
    • não se querem preocupar com a desvalorização dos equipamentos e preferem delegar a tarefa de vender ou substituir um equipamento quando avaria ou se torna obsoleto.
    • precisam de equipamentos com uma vida útil relativamente curta, como máquinas de lavar loiça, máquinas de gelo ou máquinas de café, não compensado a sua compra.
    • que, apesar de não terem liquidez para adquirir equipamentos novos, também não querem equipamentos em segunda mão, sem garantia e que podem ter sido incorretamente utilizados.

    Da cozinha de restaurante à cantina hospitalar, do forno de pizza ao buffet expositor, todas as PMEs na área da restauração precisam de equipamentos específicos para acondicionar, preparar, conservar, exibir e servir alimentos e bebidas. O renting  de equipamentos para restauração surge como resposta para a necessidade de muitos gestores que, em vez de adquirirem, alugam e economizam capital que pode ser utilizado noutros investimentos mais válidos.

    Antes de tomar uma decisão é importante que conheça as várias opções disponíveis no mercado. Faça a sua simulação e em poucos minutos fique a conhecer o plafond máximo aprovado para a sua empresa e o prazo disponível para o renting de equipamentos. Depois disso poderá calcular as rendas mensais.

     

    Faça a sua simulação

     

    Benefícios do renting de equipamentos para restauração

    Custos iniciais mais baixos

    Com o renting, as empresas de restauração conseguem ter acesso simplificado e mais rápido aos equipamentos de cozinha necessários, sem necessidade de recurso a crédito bancário ou de comprometer o cash-flow disponível, como acontece na compra a pronto.

     

    Rendas fixas e previsíveis

    No renting as empresas pagam pela utilização dos equipamentos, durante um período fixo mediante o pagamento de rendas fixas, constantes e previsíveis. A única despesa com os novos equipamentos é a mensalidade acordada e isso permite às PMEs gerir o seu orçamento de forma mais eficaz, planeando com precisão e antecedência. E como o fluxo de caixa pode ser previsto, o custo de uso pode ser comparado com a receita projetada e os lucros gerados pelo uso dos equipamentos para restauração.

     

    Sem entrada inicial

    O renting de equipamentos para restauração ajuda a manter o cash-flow positivo e a poupar mais dinheiro porque não exige entrada inicial. Como não existe a necessidade de pagar o custo total do ativo antecipadamente, as empresas podem adquirir o equipamento que necessitam sem terem de usar as suas importantes reservas.

     

    Deduções fiscais

    As rendas dos equipamentos alugados podem ser dedutíveis em IRS ou IRC porque são uma despesa operacional do negócio. Regra geral é possível deduzir as prestações como despesas operacionais. Também o IVA é pago ao longo de todo o contrato, reduzindo o seu impacto na tesouraria.

     

    Forma mais prudente de equipar uma cozinha comercial

    Além de não precisarem de desembolsar uma grande quantia de dinheiro as empresas têm, no renting de equipamentos para restauração, uma forma mais prática e prudente de equipar a cozinha.

     

    Alterações e atualizações simplificadas

    Como o renting implica um acordo em que se define o período de tempo em que o contrato vai estar vigente e uma data em que vai expirar, as empresas ficam com uma margem temporal suficiente para usarem os equipamentos e determinarem se estão a funcionar bem na cozinha.

    Com a experiência as empresas acabam por compreender melhor as suas necessidades reais, devolvendo alguns equipamentos e alugando outros mais úteis para a sua atividade. Ao mesmo tempo, podem modernizar as suas cozinhas com versões atualizadas de equipamentos, modelos mais recentes, sem ficarem a braços com peças obsoletas.

    É importante ressaltar que o renting permite que as empresas aproveitem a melhoria da tecnologia no momento da sua escolha e a um custo muito razoável. Assim, a expansão dos negócios não fica comprometida.

     

    Oportunidade de comprar no final do aluguer

    No renting de equipamentos para restauração existe a possibilidade de, no final do contrato, adquirir os equipamentos pelo valor justo de mercado. Esta é uma excelente solução para adquirir equipamentos semi novos, dos quais conhece os histórico de utilização e manutenção, a um preço mais convidativo.

     

    Abatimentos em rentings mais longos

    Nos contratos de renting mais longos é possível reivindicar abatimentos de capital sobre o custo dos ativos, ou seja, se uma empresa precisar de atualizar ou substituir um ou mais equipamentos, pode simplesmente fazer um pequeno ajuste no seu pagamento regular mensal, em vez de investir uma quantia antecipada.

     

    Comece hoje a beneficiar de todas estas vantagens. Faça uma simulação sem compromisso. Para isso basta clicar no botão, preencher o formulário e aguardar pelo email com informação sobre o montante máximo aprovado e com os prazos disponíveis. Depois disso poderá concluir a sua simulação.

     

    Começar simulação

     

    Antes de optar pelo renting… conheças as várias opções

    Leasing VS renting de equipamentos para restauração

    Tanto o leasing como o renting são modalidades de aluguer de longa duração que se celebram através de um contrato com uma locadora, proprietária do bem em causa durante todo o período do contrato. Em ambos os casos, o cliente paga uma renda fixa e no final do contrato, pode optar pela aquisição efetiva do bem, que passará a estar em seu nome.

    Simplificando, o objetivo do leasing é a venda de um determinado equipamento de restauração, enquanto o do renting é permitir a sua utilização durante um determinado período de tempo. De uma forma geral, o leasing é mais procurado por particulares, enquanto o renting se revela numa melhor opção para muitas empresas, nomeadamente restaurantes, bares, cantinas ou mesmo hotéis.

     

    Renting VS compra de equipamento de restauração

    Para tomar uma decisão informada deve conhecer as diferenças entre as várias opções disponíveis. Para a compra de equipamento existem duas possibilidades: recurso a linhas de crédito, com pagamento parcelado e com taxas de juro variáveis, ou pagamento a pronto com capital próprio, que poderá comprometer a liquidez da empresa. No renting evita a preocupação da flutuação da prestação mensal, uma vez que a renda é fixa.

    Ao optar pela compra, no final da vida útil do equipamento terá que fazer uma nova compra para o substituir e arranjar uma solução para a máquina obsoleta. No renting, no final do contrato o equipamento é devolvido e passa a ser responsabilidade da locadora. Tem ainda a possibilidade de negociar um novo contrato, com equipamento mais recente.

    Gestores que valorizam a posse dos equipamentos, mais do que a utilização, podem e devem recorrer à compra, mas sem esquecer que na hora de adquirir modelos mais recentes ou diferentes, será necessário comprar outra vez. E outra, e outra…

     

    Fatores a considerar antes de avançar com o renting

    • Analise as várias opções disponíveis no mercado: compra a pronto, com recursos a capital próprio ou empréstimo bancário, leasing ou renting.
    • Tentar perceber quais as soluções que o renting vai oferecer um dia mais tarde pois, com o passar do tempo, os equipamentos vão tornar-se obsoletos.
    • Conhecer os detalhes do contrato porque, apesar dos valores poderem ser diferentes, podem não existir à partida outras diferenças significativas entre as empresas de renting. Por isso é melhor conhecer os pormenores do contrato antes de o assinar, nomeadamente por quanto tempo durará o renting e o que poderá acontecer se uma empresa precisar de o alterar ou cessar sem respeitar o período de antecedência.

     

    Para tomar uma decisão informada faça a sua simulação de renting. Preencha o formulário e fique a conhecer o montante aprovado para a sua empresa. De seguida faça a sua simulação.

     

    Iniciar simulação

     

    Na hora de escolher o equipamento

    Quais os equipamentos para restauração que pode alugar?

    De acessórios a mobiliário, passando por qualquer tipo de equipamento de preparação e confeção de alimentos e terminando em material de refrigeração, as necessidades específicas de uma cozinha podem ser supridas com a realização de um contrato de renting.

     

    Como garantir a encomenda do equipamento certo para uma cozinha comercial?

    Equipar uma cozinha comercial ou industrial não é uma tarefa simples. Alguns pontos que deve considerar antes de tomar uma decisão:

    • Os equipamentos para restauração a encomendar devem facilitar e melhorar o trabalho.
    • Considere o espaço disponível: é fundamental que haja espaço suficiente para cozinheiros e copeiros trabalharem. Se a cozinha estiver confusa ou demasiado cheia o trabalho de preparação e confeção sairá prejudicado. Antes de encomendar os equipamentos para restauração há que verificar o espaço que vão ocupar. É essencial fazer valer cada centímetro quadrado.
    • Pensar a longo prazo: embora possa ser tentador economizar no renting de equipamentos para restauração para poupar dinheiro a curto prazo, essa estratégia a longo prazo pode revelar-se errada porque, em lugar de poupar, tudo somado acaba por gastar bem mais do que se pretendia. Os equipamentos mais baratos podem durar menos que os equipamentos de maior qualidade e até avariar com mais frequência, podendo obrigar a cozinha a suspender a sua atividade enquanto aguarda pela reparação.
    • Na maioria das vezes acaba por ser mais produtivo optar pela mesma marca para todos os equipamentos. As marcas produzem as máquinas com o mesmo tipo de controlos e design, reduzindo a curva de aprendizagem da equipa com os novos equipamentos.
    • Estudar o negócio em particular: algumas cozinhas exigem o renting de equipamentos para restauração muito específicos, sob pena de não serem bem-sucedidas. É o caso de uma pizzaria, restaurante de sushi ou qualquer outro que requeira equipamento especializado para a confeção de determinados tipos de pratos.

    É possível aumentar a liquidez através do renting de equipamentos para restauração. Com uma renda mensal fixa e previsível, pode poupar dinheiro ou aplicá-lo noutros investimentos igualmente emergentes. Para ficar a conhecer a sua renda faça uma simulação. Clique no botão e preencha o formulário com os dados da sua empresa. Receberá um email com o montante aprovado e com o prazo disponível.

     

    Faça a sua simulação

    Substituir o sentimento de posse pelo sentimento de utilização é o caminho na senda do fortalecimento dos negócios. Poupar tempo, dinheiro e esforços é tudo o que as PMEs precisam para chegar à meta com disponibilidade financeira para outros investimentos mais prioritários… porque a comida, essa já está na mesa!

     

    precisa de equipamentos mais modernos para cozinhar melhor?
    escolha o financiamento certo

    Simular